O Homem através das palavras

O que é ser Homem?  Uma questão que nos interpela todos os dias. Cada um de nós é, em cada dia, o Homem. Porém, nem sempre temos presentes respostas que nos permitam compreender o que somos.

O saber da Psicologia dá-nos essa compreensão nas suas múltiplas dimensões de conhecimento. Ler Psicologia é aceder às múltiplas facetas do que somos num determinado momento e ao longo do tempo. Ler Psicologia é aceder à compreensão do Homem através das palavras.

No Boletim Bibliográfico "O homem através das palavras" encontramos, organizados por temas, livros disponíveis na Biblioteca Escolar Clara Póvoa.

Espreite, escolha, leia, descubra(-se)...

 

 

 

Mundos da Lusofonia

Olhe, tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras. 

Sou irritável e firo facilmente. 

Também sou muito calmo e perdôo logo. 

Não esqueço nunca. 

Mas há poucas coisas de que eu me lembre.

Clarice Lispector

A língua portuguesa é uma das mais faladas do mundo.

Com a língua, há todo um universo partilhado de modos de ser e de estar, vivências acumuladas no sedimento de sentidos que as palavras captam: «A nossa língua comum foi construída por laços antigos, tão antigos que por vezes lhes perdemos o rastro».[1]

Mas também é longa a distância. Só muito enganadoramente poderemos pensar que sabemos o que é ser brasileiro, angolano, moçambicano, cabo-verdiano, guineense, timorense ou são-tomense porque partilhamos a mesma língua. Será a mesma língua, mas nem sempre as mesmas palavras e estas nem sempre sedimentaram o mesmo sentido. Porque «o que nos faz ser pessoa não é o Bilhete de Identidade. O que nos faz pessoas é aquilo não cabe no bilhete de identidade».[1]

A literatura de cada um destes países expressa esses outros universos de vida que nos são, por vezes, tão distantes. 

Assim eu vejo a vida

A vida tem duas faces:

Positiva e negativa

O passado foi duro

mas deixou o seu legado

Saber viver é a grande sabedoria

Que eu possa dignificar

Minha condição de mulher,

Aceitar suas limitações

E me fazer pedra de segurança

dos valores que vão desmoronando.

Nasci em tempos rudes

Aceitei contradições

lutas e pedras

como lições de vida

e delas me sirvo

Aprendi a viver.

                                                        Cora Coralina

Palestras

Encontro com Dionísio Vila Maior...A propósito de Fernando Pessoa

Sala 2.9, Bloco Ímpar da Escola Secundária de Cantanhede 

2 de abril, 9:30 e 11:00

SL DionisioVilaMaiorCartazPublicado em 01/04/2014


Capa pedacosEncontro com Fátima Negrão

 Anfiteatro, Bloco Ímpar da Escola Secundária de Cantanhede 

 2 de abril, 11:55

 

 

 

Os poemas de Fátima Negrão estão marcados pelo corte com a terra que a viu nascer e crescer, pelas amizades e os amores que por lá deixou, e pela cultura, a paisagem, e o cheiro da terra africana. Escreve os seus poemas desde criança e, em 2007, decide publicar o seu primeiro livro de poesia “Pedaços”, com ilustrações de São José.

Poemas a descobrir.

 

  Publicado em 01/04/2014 

 

SL CandidoFerreirafotoEncontro com Cândido Ferreira

Auditório, Bloco Par da Escola Secundária de Cantanhede 

2 de abril, 10:15

 

Médico, ensaísta, polemista, romancista, colecionador, homem de muitas facetas, Cândido Ferreira interpela-nos na nossa humanidade e na nossa portugalidade.

 

Autor a descobrir.

 

 

 

 

 

Publicado em 01/04/2014 

Exposições

"A poesia de Fátima Negrão"

Bloco Par da Escola Secundária de Cantanhede │ Vitrina 

de 31 de março a 3 de abril

SL Fatima Negrao

  Publicado em 01/04/2014

 

"Universos de Cândido Ferreira"

Bloco Par da Escola Secundária de Cantanhede │ Vitrina 

de 31 de março a 3 de abril

SL universoscandidoferreira

 Publicado em 01/04/2014



Lugares de pessoa"Lugares de Pessoa"

Bloco Ímpar da Escola Secundária de Cantanhede

 de 31 de março a 3 de abril

 

   

 

Lisboa foi mais do que o cenário da prodigiosa arquitetura literária de Pessoafoi a sua casa (feita de muitas moradas), o seu porto de abrigo e desabrigo, a sua segurança funcionária e o seu desvario, território de encontros e oceano de solidão.

(Inês Pedrosa, palavras de apresentação)

 

 

 Publicado em 01/04/2014

 

matematicalinguagempoetica"A poética da linguagem da matemática e das ciências da natureza”

Polivalente da Escola Secundária de Cantanhede

de 31 de março a 3 de abril

 

A partir de conceitos que foram selecionados pela sua beleza e pela riqueza do significado que encerram, clarifica-se o seu sentido e a sua importância para a relação da humanidade com o mundo, assim como o trabalho dos muitos cientistas que, ao longo do tempo, contribuíram para o saber, para o poder, mas também para a perplexidade que cada um destes conceitos encerra e desvela.

 

Publicado em 31/03/2014

 

universos leitura contemporanea

 

 

"Universos da literatura portuguesa contemporânea”

Bloco Par da Escola Secundária de Cantanhede

de 31 de março a 3 de abril

 

Com notas biográficas, bibliográficas e excertos da obra de 10 autores, quer-se destacar estrelas da literatura portuguesa, cujo nome nem sempre está tão na ponta da língua, como o está o dos grandes que estudamos na escola.

  

 Publicado em 31/03/2014

 

800 anos da língua portuguesa

Dinamizadas pelas Biblioteca Escolar Clara Póvoa, do Serviço das Bibliotecas Escolares do Agrupamento Finisterra-Cantanhede, vão decorrer, de 31 de março a 3 de abril, atividades que incluem palestras, concursos, exposições, leituras e publicação de materiais diversos.

Com este conjunto de atividades queremos celebrar os 800 anos da língua portuguesa e a com ela a alma da cultura e do ser em português.

800 anos liguaportuguesa

 Publicado em 31/03/2014

Ciclo de Palestras "Promessas de abril"

Para assinalar os 40 anos do 25 de abril, vai decorrer entre 31 de março e 3 de abril, no Agrupamento de Escolas Finisterra - Cantanhede, o ciclo de palestras "Promessas de abril"A paz, o pão, trabalho, educação e saúde foram promessas de abril, promessas a cumprir para haver liberdade a sério. Procurando refletir sobre o impacto do 25 de abril na sociedade portuguesa, propôs-se ao conferencistas convidados uma reflexão sobre se foram cumpridas as promessas de abril e qual a legitimidade do Estado, 40 anos após do 25 de abril. O público-alvo são alunos dos 7.º aos 12.º anos que vão estar distribuídos por um total de 9 palestras.

Promessas abril

 

Publicado em 31/03/2014

 

Semana da Leitura - 800 anos de Língua Portuguesa

SemanaLeitura logos

 Publicado em 25/03/2014


Colabore
Livros!
Loja!